Carta Oração (a banda mais bonita da cidade)

Esse é um texto baseado na música Oração (banda mais bonita da cidade)

Meu amor,

Eu fiz de tudo, mas me vejo sem esperança, o que vem acontecendo contigo?
o que vem acontecendo conosco? pedi muitas vezes aos céus que tocasse você,
suas ações, seu modo de encarar mundo… não se entregue a ele dessa forma.

Quero salvar-te, de ti mesmo , nem sei bem como… meu ultimo esforço é essa carta, não acho que estás caminhando para uma felicidade verdadeira…

Sabe… o coração é muito mais que ventrículos, átrios, artérias, veias e
sangue, ele é o centro do nosso corpo, o que nos permite estar vivo!… não
é a toa que simboliza o amor.

Eu sei,sei que você acha amor piegas e tudo mais…Não importa!lutas diariamente para dar a si mesmo, coisas e mais coisas, dinheiro e mais dinheiro! saiba, o que realmente precisamos não se pode guardar em cofres, palácios ou dispensas.

Foi o amor das pessoas que te gostam, que te permitiu chegar onde está
é o meu amor que te pede para que não congele seu coração… que não o transforme em concreto e aço, material de que é feito o que te cerca.

Lembra  quando tú sentavas diante do espelho, penteava teus cabelos,
pensava em tua vida, teus sonhos, como era belo, teu olhar dizia tudo.
Podemos caminhar juntos novamente? em busca de algo mais?

Essa é minha ultima tentativa, minha ultima oração, quero que ela faça eco!
espero que compreendas…
Bem, é assim que vejo essa música que muita gente não compreende, nem procura compreender não quero me estender muito em meu comentário, mas que fique para todos ao menos uma pequena reflexão, estamos no século XXI muito já descobrimos, muito nós criamos, mas ainda:

“Existem mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia.” William Shakespeare.

Talvez o dinheiro e tudo o que ele compra não levem a tão procurada felicidade.

Anúncios

Vida, vida Euforia

O mundo exige bastante de nós. ..Precisamos fazer muito…
Resolver muitos problemas… Desempenhar várias funções …
O pior de tudo acontece quando esquecemos que somos
apenas uma pessoa…

O mundo realmente precisa de nós… devemos então procurar
discernir,  o que realmente precisamos do mundo…

Escrevi essa poesia já a algum tempo, resolvi colocá-la aqui
O personagem talvez esteja somente cansado, cercado…Dele mesmo…

Frenesi Eufórico

Estou Louco!
Louco?
O que seria a loucura?
Que ritmo esse!

Quem sou eu?
Eu! um poeta!
Então sou mais que louco!
Sou cínico

Apaga a luz!
Preciso pensar!
Não suporto esse silêncio
Sinto falta de ar
Falta de luz!
Todas elas

Então que haja luz!
Estou morto?
Não?
Oque seria a morte?

Frenesi Euforia!
Todas as horas!
Todos os dias!

Estou Louco, Morto, Eufórico!
Cansado… Dormirei agora…
Mas não apague a luz!
Não suporto a quietude
Meu próprio âmago…

Doce vício Frenesi!
Euforia…

by:jupirpx


Sonhar

Sonhar… sonhar… sonhar…
ACREDITAR

Sonhar porque somos feitos da matéria que é feita nossos sonhos
Porque somos sonhos sonhados por aqueles que um dia sonharam nos encontrar
Porque somos cercados por coisas que um dia sonhamos conquistar
Porque sonhar é mais um belo fenômeno do ser humano.

É claro que nem tudo são flores , não temos tudo o que gostamos,
tudo o que queremos … Por isso mesmo sonhar! sonhar e realizar.
Conquistar aquilo que gostamos, aquilo que queremos!

Sonhar é importante !
Porque quando conquistarmos, será um sonho realizado
e como é bom ter um sonho realizado…
principalmente quando ele era impossível!

TÁ AI! NADA É IMPOSSÍVEL!
Tudo que é sonhado e trabalhado pra realizar será!

pena… são muitos o que desistem dos seus sonhos.
Sonhar não é fácil! ou é, enquanto eles são apenas sonhos,
porém torná-los realmente reais, é uma verdadeira batalha!
Acredito em nós como HERÓIS! vencendo assim os desafios
que vem de todos os lados!

Não, não é fácil …
mesmo assim, nunca desista dos seus sonhos,
porque sonhar, é nadar contra a correnteza,
só quem nada contra a correnteza dos desafios,
dos desafios impossíveis como uma grande cachoeira,
vão ter a bela visão do alto do vale.

Sonhar é preciso! e bom… tudo que aquilo que é bom…
deve ser cultivado… e se formos corajosos o suficiente
para enfrentar os desafios veremos seus frutos.

E a partir dai correremos atrás do próximo sonho! E lutaremos de novo, porque sonhar é bom, porque realmente vale apena, sonhar… acreditar…

Então desejo que todos os nossos sonhos se realizem ou melhor, que tenhamos forças sempre , para lutar e conquistá-los.


ReviraVolta Parte 2 O Começo

interessante a última parte de uma história ter subtítulo O Começo
É… é bom para aprender-mos uma coisa nova.

“Talvez o fim seja somente um novo começo, de outro jeito.”jupirpx

Com vocês ReviraVolta Parte 2 O Começo

OComeço
Esse post é a continuação do post ReviraVolta Parte 1 A Pedra recomendo que o leia…

Riram tanto que cansaram..
Deitaram-se no chão…
olhavam  céu…
Estava ficando nublado…
Caio torceu pra que chovesse
Revolto não está nem um pouco preocupado com as duas opções…
Mas lá ficaram olhando pro céu e suas nuvens…

Pouco depois chegou Seu Pedro.
–Que droga, dois rapazes mortos no topo do prédio que eu deveria cuidar, isso não é legal…–Brincou seu pedro
–Não comemore. Eu ainda não morri. — Disse Caio brincando
–Eu também não. — disse Revolto também em tom de riso
–Que bom, ao menos assim não comerei sozinho — Disse seu pedro abrindo uma sacola com sanduiches e uma garrafa de suco…

Todos sentaram-se e começaram a comer. Enquanto comiam Seu Pedro contava suas histórias e todos riam muito.
–Aprendeu muita coisa com esse grande jovem aqui?– disse Seu Pedro sorrindo.
–O senhor não sabe o quanto…– disse Revolto também sorrindo para ele.
–Bom Senhores, tenho que voltar ao trabalho — Disse seu pedro juntando as suas coisas dentro da sacola
–Obrigado Seu Pedro — disseram os dois

Depois que o Seu Pedro voltou ao trabalho.Pedro e Caio sentaram e ficaram lá, olhando pra cidade…

Agora juntos admiravam as coisas da cidade, as pessoas, eles as compreendiam.

Compreendiam que mesmo elas parecendo menores vista de tão alto, eram do mesmo tamanho que eles, e que outras pessoas só porque estavam um pouco mais alto se consideravam superiores, o que é muito triste porque um dia eles estarão um pouco abaixo e sempre haverá alguém em um lugar mais alto…

Compreendiam a ansiedade e preocupação que nada mais é que o desejo… e que não serve pra nada além de povoar a cabeça que deveria estar focada no caminho e na força pra superar os obstáculos…

Enfim… todos estavam caminhando… alguns nem sabiam pra onde… mais todos lutam diariamente pra conquistar seu caminho…

Agora Revolto estava preparado pra fazer como Caio…
Andar pela cidade , ajudar pessoas, fazer o grande serviço.

–Caio…– Revolto disse ainda olhando pra a cidade
–Oi… — Disse Caio também olhando pra cidade
–Acho que estou pronto… — Olhou para Caio agora
–Pronto pra que?… — Disse Caio virando-se pra Revolto
–Pra caminhar… fazer meu grande serviço, fazer o que você faz…– Disse Revolto empolgando-se
–Tem certeza? — Disse Caio ainda sério
–Sim, o que devo fazer?– Revolto disse interessado
–Voltar pra casa…– Disse caio olhando agora pra baixo sabendo que Revolto não gostaria da idéia.

Neste momento Revolto não aguentou, uma lágrima rolou pelo seu rosto, não acreditou que sofreu tudo isso, que já saio de sua casa porque não aguentava mais tudo aquilo, e agora teria de voltar?

–Porque?…– Perguntou Revolto cabisbaixo
–Porque um homem deve encontrar a felicidade em seu caminho… enfrentar seus desafios e vencê-los…Com ajuda dos amigos de vez enquando, mas no seu caminho…

Revolto não queria chorar, então deitou-se mais uma vez, ele não queria ir, Não podia mais voltar depois de tudo aquilo, mas… mas… pensava ele.

Uma chuva fina começou a cair, parecia lavá-lo, como uma mãe a lavar seu filho sujo e ferido, e Revolto sentiu como se ela o dissesse “está tudo bem, vá…”
Lembrou-se que tudo parecia lhe dar bom dia e lembrou-se que não está só.
sentiu-se forte, que poderia fazer isso…

–Eu vou…– Disse Revolto.

O dia estava acabando quando desceram, a chuva continuava um pouco mais forte, apertaram a mão e depois se abraçaram… era hora de ir…

–Obrigado por tudo Caio.
— Que nada, é só meu trabalho…

Os dois sorriram, e Revolto partiu…
–Boa Sorte! se precisar sabe como me encontrar! — Gritou Caio
Revolto escutou, não se virou, levantou o braço com um sinal de legal e partiu…

Eu esperava que Caio saísse voando naquela chuva, mais ele é apenas um rapaz em seu caminho, se despediu de seu pedro e saio pelas ruas da cidade novamente, sobreviver….

Espero que tenham gostado…


ReviraVolta Parte 1 A Pedra

Na vida de cada um de nós, existe um momento impar,
Um momento em que tudo parece virar de ponta cabeça,
O universo parece conspirar contra nós,
Parece que tudo e todos estão contra nós.
Não são momentos fáceis, não são mesmo…
Então o peso nas costas desanima muito,
E o cansaço deixa de ser só físico.

Mais lembrem-se sempre:

“Grandes realizações dessa terra foram feitas por homens cansados E desanimados que não pararam de trabalhar”

Acredito que esteja na hora da ReviraVolta
APedra
Esse texto é a continuação de Anjo Marginal recomendo que o leia.

Ainda estavam caminhando comendo suas maças quando Caio teve uma idéia:
–Ei! você quer ver o lugar mais legal do mundo?
–Porque não?
–Legal, vamos lá!

Caminharam mais uns 15 minutos pela cidade até chegar a um prédio.
–Oi Seu Pedro, esse é um amigo meu, podemos subir lá? — Pedro era o porteiro do lugar.
–Pode ir Caio — disse ele
Os dois entraram…

–Você mora aqui?
— perguntou Revolto um tanto confuso.
–Não.
–Então como o porteiro te deixou entrar?
–Ele é meu amigo, um dia vi que tinha estacionado um carro muito bonito em frente ao prédio e acordei eledizendo que tinha uns homens muito ricos chegando, depois ele me disse que eram os donos , ele ficou muito feliz por ter-lo acordado, disse que eu o salvei de uma fria
–Aaah — disse Revolto
–Dai por diante conversamos, viramos amigos e um dia ele me mostrou o lugar.

Estavam agora subindo uma escada que revolto achava interminável, mas a empolgação de saber que tinha algo muito legal o esperando no final da escada o dava forças.

–Chegamos! — Revolto olhou ao redor, estavam no terraço do prédio, o local estava sujo, descuidado,parecendo que ninguém o limpava a anos.
–É aqui? — disse ele sem saber oque havia de “lugar mais legal do mundo” ali.
–Sim!
–Oque tem no topo de um prédio, digo, desse prédio enorme e descuidado que não tem em todos os prédios dessa infeliz cidade? — Começava a achar novamente que Caio era louco.

–Essa pedrinha!– disse Caio apontando pra uma pedra de cimento.
–Essa pedrinha? você me fez subir tudo isso na escada por causa dessa pedrinha? — Começava a ter certeza de que ele era louco.

Caio então sentou-se no chão e olhou para a cidade.
–Você realmente não entendeu…
–Entender oque? — meio irritadisso
–Não importa quantos prédios tem igual nesse mundo, isso não importa…
o que importa é o caminho que VOCÊ fez…
o que importa é que SEU esforço o trouxe aqui, que você colocou seu empenho e dedicação nisso, e que conseguio chegar até aqui…

enfim  o principal na vida não é o objetivo e sim o caminho…
oque vai te deixar realmente feliz não é o objetivo… e sim tudo oque você teve que fazer pra chegar até ele… depois perceberá que logo que alcançar seu objetivo, terá de procurar outro, e você precisará caminhar novamente, a vida nada é além que uma longa caminhada…

Revolto sentou e ficou também olhando para a cidade…
Pesou tudo que tinha feito até agora, pensou em todos os desafios vencidos, nos seus objetivos, na sua caminhada.
Não chorou porque não queria que ninguém o visse chorando…

–Cara… como é que você … como é que você fala essas coisas, cara… como é que você… — Diz revolto sem saber exatamente oque dizer, não sabia nem que sentimento estava prevalecendo em si, continuava a olhar para a cidade os carros indo e voltando, as pessoas saindo e entrando de seus apartamentos, o mundo em movimento…

–Agente caminhando na rua, aprende muito, muita coisa boa e ruim também… agente tem que sobreviver… eu aprendo porque eu, como todo mundo quero viver… quero ser feliz… Acredito que minha grande felicidade é ver as pessoas felizes acho que esse é meu grande serviço, ajudar … o pouco que faço, o pouco que posso fazer… já sinto que mudo um pouco o mundo… e isso pra mim já está ótimo.

Revolto começou a rir, na verdade os dois começaram a rir,
Pra ser mais sincero ainda não sei se riam ou choravam juntos…

“No meio do caminho.

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra”
(Carlos Drummond de Andrade)

Acredito que Revolto também jamais esquecerá que tinha uma pedra no topo daquele prédio,de que havia uma pedra, no caminho dele.

Reviravolta se desenvolveu como um texto muito grande sendo necessário dividí-lo em 2 partes. a outra parte sairá em breve…